INÍCIO / FUTEBOL PROFISSIONAL / NOTÍCIAS / QUEM QUER FAZ, QUEM NÃO QUER MANDA!
Tondela dificulta a própria vida com derrota caseira frente ao Estoril (0-2)
 
 

4/1/2017
QUEM QUER FAZ, QUEM NÃO QUER MANDA!
Tondela dificulta a própria vida com derrota caseira frente ao Estoril (0-2)



O provérbio é antigo e a sabedoria popular infalível. O Tondela quer muito mas ontem pareceu não querer. A final em casa contra o Estoril era por demais importante para tamanha fragilidade.

Cedo os tondelenses ficaram em desvantagem. Corria o minuto 15 e um cruzamento para o coração da área fez sair Cláudio Ramos que, quando se preparava para agarrar a bola, viu Kléber aparecer do nada, ganhar-lhe a frente e tornar o contacto inevitável. Grande penalidade bem assinalada por Manuel Mota que Kléber não desperdiçou.

O golo deveria ter o condão de espicaçar os auriverdes mas não teve. Foi, de resto, o Estoril quem esteve perto do segundo. Na sequência duma bola parada, jogador isolado mas Cláudio a sair bem e a ganhar no um para um.

Apenas aos 40 minutos a primeira oportunidade digna do nome para o Tondela. Livre directo de Pedro Nuno que fez Moreira voar para evitar o empate.

Havia muito para Pepa corrigir ao intervalo mas foram só as entradas de Jhon Murillo e Ruca aos 58 minutos que mexeram com a equipa tondelense.

Aos 62’ foi mesmo o pequenino Jhon Murillo que de cabeça, no coração da área, atirou ligeiramente ao lado.

Mas a ameaça auriverde foi muito ténue. O Estoril controlava o jogo sem precisar de atacar e acabou por garantir a vitória já em tempo de compensação.

Kléber é lançado isolado nas costas da defesa do Tondela, Cláudio Ramos saiu e entrou de carrinho sobre o avançado acabando por o derrubar. Segundo amarelo ao camisola 1 do Tondela e grande penalidade para Kléber bisar no encontro com o avançado Heliardo a fazer de guarda-redes uma vez que Pepa já tinha esgotado as substituições que, por exemplo, levaram Pica para a frente de ataque a vinte minutos do fim.

Resultado certo num jogo em que o Tondela nem sequer deu uma pálida imagem… não deu mesmo imagem nenhuma. A solução é só uma, arrepiar caminho e provar que valemos muito mais, sem desculpas, no próximo domingo frente ao Vitória SC (18h).



Jogo no Estádio João Cardoso, em Tondela

Assistência: 1920 espectadores

Árbitro: Manuel Mota

Ao intervalo: 0-1

Marcadores: Kléber (16 e 90+2)

Acção disciplinar: cartão amarelo a Cláudio Ramos (16 e 90+2), Osorio (28), Jaílson (73), Jhon Murillo (75) e Diogo Amado (84).



CD TONDELA 0

Cláudio Ramos, Jaílson, Osorio, Kaká, David Bruno, Hélder Tavares, Claude Gonçalves, Pedro Nuno, Miguel Cardoso, Wagner e Heliardo

Substituições: Wagner por Jhon Murillo (58), David Bruno por Ruca (58) e Pedro Nuno por Pica (67).

Suplentes não utilizados: Ricardo Janota, Dylan Flores, Fernando Ferreira e Murilo.

Treinador: Pepa



Estoril 2

Moreira, João Afonso, Joel, Mano, Kléber, Diogo Amado, Mattheus, Dankler, Carlinhos, Licá e Allano

Substituições: Carlinhos por Índio (63), Allano por Tocantins (74) e Licá por Eduardo (88).

Suplentes não utilizados: L. Ribeiro, Ailton, Bruno Gomes e Diakhité.

Treinador: Pedro Emanuel

 










 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
      

 
PÁGINA INICIAL  .  POLÍTICA DE PRIVACIDADE  .  TERMOS DE UTILIZAÇÃO
POWERED BY IVICEVERSA