INÍCIO / MEDIA / TODAS AS NOTÍCIAS / A VITÓRIA ALI TÃO PERTO
Tondela sofre empate aos 88 em casa frente ao Boavista (1-1)
 
 

12/18/2016
A VITÓRIA ALI TÃO PERTO
Tondela sofre empate aos 88 em casa frente ao Boavista (1-1)



A vitória esteve muito perto de acontecer mas um remate indefensável de Anderson Carvalho aos 88 minutos pôs fim às aspirações auriverdes nos três pontos e fez empatar Tondela e Boavista no João Cardoso.

Com todo o plantel disponível, Petit trocou apenas Mamadu por Pité e pôs Fernando Ferreira no meio-campo por troca com Jhon Murillo, em relação à partida da Taça de Portugal, e o Tondela entrou a todo o gás no jogo da 14ª jornada contra o Boavista.

Com efeito, as oportunidades junto à baliza axadrezada foram-se acumulando mas sem a pontaria desejada ou a acutilância necessária para bater o guardião Aghayev.

Wagner fez o primeiro disparo à baliza do Boavista mas o remate saiu fraco e à figura do guardião azeri e depois Erick por duas vezes visou a baliza mas se na primeira tentativa obrigou o guarda-redes a defender para canto na segunda viu a bola passar ao lado.

Seria, porém, um central a conseguir o golo da vantagem auriverde.

Quando as equipas já aguardavam pelo intervalo, um livre directo em posição frontal abriu espaço para Vitalii Lystcov brilhar. O defesa russo, dono de um “senhor pontapé”, disparou fortíssimo e com efeito para bater Aghayev com um golo que levantou o João Cardoso em festa. Momento mágico do camisola 79.

O descanso fez claramente melhor ao Boavista que ao Tondela. Os axadrezados surgiram transfigurados no segundo tempo e só um inspirado Cláudio Ramos foi adiando o empate.

Aos 57 minutos o camisola 1 fez a defesa da tarde a um remate forte de Talocha sob o travessão e apenas um minuto depois viu Anderson Carvalho atirar por cima.

Pelo meio do melhor período boavisteiro, o Tondela até esteve perto do 2-0. Hélder Tavares pela esquerda cruzou para Wagner que em posição frontal à baliza atirou a rasar o poste esquerdo da baliza visitante.

O Boavista estava, porém, mais afoito e Iuri Medeiros, aos 69 minutos, isolou-se perante Cláudio Ramos e tentou o chapéu. Valeram os reflexos do guardião auriverde que a dois tempos evitou o pior.

Aos 77 minutos, Erivelto tentou ludibriar o árbitro Bruno Esteves quando à saída de Cláudio Ramos procurou o contacto, que acabou por não existir, e atirou-se para o chão na expectativa de grande penalidade. O árbitro viu bem o lance e admoestou o avançado axadrezado por simulação, tal como as imagens televisivas demonstram.

Aos 87, Iuri Medeiros de primeira em resposta a um cruzamento  atirou fortíssimo para golo mas mais uma vez Cláudio Ramos tirou o empate ao Boavista.

Só que na sequência do pontapé de canto os visitantes chegaram mesmo ao golo. Anderson Carvalho aproveitou uma bola perdida já dentro da área para rematar ao ângulo e sem qualquer hipótese de defesa.

Resultado que se aceita face à divisão de protagonismo das duas equipas pelas partes do jogo mas fica um sabor amargo para o Tondela com o regresso às vitórias tão perto.

Nota ainda para a saída por lesão de Claude Gonçalves, ainda no primeiro tempo. O médio será reavaliado esta segunda-feira mas saiu de maca com suspeitas de entorse no pé esquerdo.

Na próxima sexta-feira os tondelenses viajam até Setúbal para defrontarem o Vitória FC.



Jogo no Estádio João Cardoso, em Tondela

Assistência: 1489 espectadores

Árbitro: Bruno Esteves

Ao intervalo: 1-0

Marcadores: Vitalii Lystcov (45+1) e Anderson Carvalho (88).

Acção disciplinar: cartão amarelo a Claude Gonçalves (27), Fernando Ferreira (38), Tengarrinha (72), Erivelto (77), Talocha (79) e Iuri Medeiros (83).



CD TONDELA 1

Cláudio Ramos, David Bruno, Vitalii Lystcov, Pica, Pité, Bruno Monteiro, Claude Gonçalves, Fernando Ferreira, Wagner, Miguel Cardoso e Erick Moreno

Substituições: Claude Gonçalves por Hélder Tavares (43), Wagner por Jhon Murillo (75) e Miguel Cardoso por Alassane També (85).

Suplentes não utilizados: Ricardo Janota, Correia, Rafael Amorim e Murilo.

Treinador: Petit



Boavista 1

Kamran, Lucas, Talocha, Renato Santos, Tengarrinha, Carraça, Edu Machado, Anderson Carvalho, Schembri, Iuri Medeiros e Philipe

Substituições: Carraça por Makhmudov (45), Schembri por Erivelto (64) e Tengarrinha por Samu (79)

Suplentes não utilizados: Meira, C.Santos, Digas e A. Correia.

Treinador: Miguel Leal












 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
      

 
PÁGINA INICIAL  .  POLÍTICA DE PRIVACIDADE  .  TERMOS DE UTILIZAÇÃO
POWERED BY IVICEVERSA