INÍCIO / MEDIA / TODAS AS NOTÍCIAS / JUNTOS E A ACREDITAR
Tondela vence o Vitória FC (2-1)
 
 

5/7/2017
JUNTOS E A ACREDITAR
Tondela vence o Vitória FC (2-1)



A vida difícil de quem luta até ao último segundo é algo a que o Tondela se vai acostumando em horas de aperto mas a ambição, essa, só tem espaço para a permanência na Liga NOS e este domingo foi dado passo de gigante para reacender uma esperança que ainda é bem legítima.

Recebendo o Vitória Futebol Clube, a equipa de Pepa entrou bem e determinada no relvado do João Cardoso e, apesar da maior posse de bola dos sadinos, foi sendo a equipa mais perigosa na hora de apontar à baliza.

Ainda assim, a primeira oportunidade foi mesmo dos visitantes com Fábio Cardoso de cabeça a obrigar Cláudio Ramos à defesa da tarde logo ao minuto 10.

Aos 23’ foi o Tondela a estar perto do golo. Pedro Nuno assistiu Heliardo no coração da área e este rematou para defesa apertada de Bruno Varela. O lance foi anulado por pretenso fora-de-jogo que até nem existia.

Aos 28’ o primeiro golo dos auriverdes. Jhon Murillo, rapidíssimo e imparável, entrou pela direita do ataque, introduziu-se pelo buraco da agulha na grande área e assistiu Murilo que só teve de encostar para o 1-0. Festa no João Cardoso e os mais de dois mil adeptos mais aliviados com a vantagem tondelense. Primeiro golo oficial do brasileiro Murilo com a camisola do CD Tondela.

Pedro Nuno tentou aos 38 minutos o 2-0 mas o remate rasteiro e cruzado saiu com a mira desafinada.

Aos 40’ Jhon Murillo a repetir a dose pelo flanco direito e a ser travado em falta por Fábio Cardoso já dentro da área de rigor. Grande penalidade assinalada por Rui Costa que Jaílson, o novo especialista nos lances dos 11 metros, converteu com sucesso. É já o terceiro penálti convertido pelo defesa brasileiro.

A vantagem duplicada ao intervalo era um bom tónico mas o Tondela sabia que não podia facilitar e a missão ficou mais difícil aos 60 minutos quando Murilo viu o segundo cartão amarelo em poucos minutos e foi expulso.

Com mais uma unidade era natural o maior desafogo dos sadinos e a maior pressão sobre o último reduto auriverde mas até foram os tondelenses a estarem perto do 3-0. Cruzamento perfeito de Jhon Murillo, agora pela esquerda, e Heliardo de cabeça, em pleno voo, a obrigar Varela a boa defesa.

Do lado do Vitória atacava-se muito, é verdade, mas sem grande discernimento ainda que aos 83 minutos Edinho, de cabeça, tenha reduzido a diferença.

Nos últimos instantes já se aguardava muito sofrimento e Venâncio, aos 86’, tentou a sorte de fora da área e viu Cláudio Ramos no relvado evitar o empate.

No último lance do jogo até o guardião do Vitória subiu à área contrária e foi dele a última tentativa dos visitantes chegarem à igualdade mas o cabeceamento saiu alto.

A vitória e os três pontos não fugiram ao Tondela que se mantém vivo na luta pela permanência na Liga NOS. A duas rondas do final do campeonato e a três pontos do Moreirense são mais que legítimas as aspirações e ambições auriverdes em reeditar uma recuperação épica.

Sábado há novo capítulo na história que encantou e já encanta outra vez os amantes do futebol. Segue-se uma deslocação a Arouca (13/05, às 16h).



Jogo no Estádio João Cardoso, em Tondela

Assistência: 2002 espectadores

Árbitro: Rui Costa

Ao intervalo: 2-0

Marcadores: Murilo (28), Jaílson (42 de g.p.) e Edinho (83)

Acção disciplinar: cartão amarelo a Mikel (6), V. Fernandes (45), Murilo (52 e 60) e Costinha (66). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, a Murilo (60).



CD TONDELA 2

Cláudio Ramos, Jaílson, Osorio, Kaká, David Bruno, Hélder Tavares, Claude Gonçalves, Murilo, Pedro Nuno, Jhon Murillo e Heliardo

Substituições: Pedro Nuno por Miguel Cardoso (66), Heliardo por Bruno Monteiro (77) e Jhon Murillo por Wagner (90+4).

Suplentes não utilizados: Ricardo Janota, Pica, Dylan e Pité.

Treinador: Pepa



Vitória FC 1

Bruno Varela, F. Venâncio, F. Cardoso, F. Pacheco, Costinha, V. Fernandes, Mikel, Nuno Pinto, Amaral, J. Carvalho e Edinho

Substituições: Mikel por N. Santos (45), F. Venâncio por Arnold (66) e Amaral por Meyong (74).

Suplentes não utilizados: Trigueira, P. Pinto, N. Bonilha e T. Santana

Treinador: José Couceiro















 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
      

 
PÁGINA INICIAL  .  POLÍTICA DE PRIVACIDADE  .  TERMOS DE UTILIZAÇÃO
POWERED BY IVICEVERSA